quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013


                 “Grândola, vila morena!”

 

                   Andam no ar canções de viradeira,

                   palavrões de revolta e indignação:

                   desagradada sente-se a nação

                   perante esta burlesca pepineira.

 

                   Volta a “Vila morena” a ressoar

                   nas ruas e quartéis da capital,

                   o que é sem qualquer dúvida sinal

                   de que é altura de “isto” rebentar.

 

                   Acautelem-se, pois, os meliantes

                   que do país fizeram esta merda

                   sob a designação de governantes.

 

                   Façamos todos coro em parceria

                   desde a direita até à extrema esquerda

                   para salvarmos… a democracia!

 

                         João de Castro Nunes             

 

4 comentários:

  1. Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

    ResponderEliminar
  2. É um coro de esperança
    Que recorda na saudade
    Como uma certa liderança
    Se transformou em liberdade

    ResponderEliminar

  3. Há que polir os canhões
    e limpar as caçadeiras
    para dar caça aos ratões
    que pululam nas lixeiras!

    JCN

    ResponderEliminar

  4. Seja quem for que vier
    depois desta malandragem
    tem desde logo a vantagem
    de pior não poder ser!

    JCN

    ResponderEliminar